Notícias

NFC-e agora é obrigatoriedade

09/11/2017

A Nota Fiscal do Consumidor Elet rônica propõe uma verdadeira
revolução no Varejo Brasileiro, muito similar à versão 2.0 da NF-e.
Preparar-se para todas as mudanças é fundamental, pois no estado do
Rio Grande do Sul ela é OBRIGATÓRIA para todo o comércio varejista a
part ir de 1º de janeiro de 2018.
O Projeto NFC-e, é uma alternat iva totalmente elet rônica para os atuais
documentos fiscais em papel ut ilizados no varejo (cupom fiscal emit ido
por ECF e nota fiscal modelo 2 venda à consumidor), reduzindo custos
de obrigações acessórias aos cont ribuintes, ao mesmo tempo que
possibilita o aprimoramento do cont role fiscal pelas Administ rações
Tributárias.


O que é a NFC-e?
Em novembro de 2013, o projeto da Nota Fiscal de Consumidor
elet rônica surgiu em âmbito nacional, tendo como objet ivo implantar
um modelo de documento fiscal único em todo o país e subst ituir as
emissões de papéis, sem perder a validade jurídica. A NFC-e irá subst ituir
os documentos em papel gerados pelos varejistas, assim como os
cupons emit idos pelos que possuem Equipamento Emissor de Cupom
Fiscal (ECF) ou a Nota Fiscal de venda, modelo 2. Resumindo, é um
documento que tem a mesma validade da nota fiscal impressa, porém
no formato digital.


Quais as vantagens da sua utilização?
Um dos principais ganhos com a NFC-e é a integração com disposit ivos
móveis para geração e recebimento de documentos fiscais, como
notebooks, tablet s e smartphones. De qualquer lugar e a qualquer hora,
é possível gerar, visualizar e receber notas fiscais. Esses documentos
também podem ser acompanhados em tempo real, inclusive pelo
consumidor, o que aumenta a segurança em relação às compras.
Como ocorre em out ros segmentos nos quais os formatos digitais
subst ituem os documentos físicos, a vantagem que se vê
imediatamente é a economia, já que não se gasta com nada
relacionado à impressão. Além disso, há o ganho de espaço, uma vez
que a NFC-e pode ser armazenada de maneira mais organizada, sem o
risco de se perder ou de ter o seu conteúdo apagado com o tempo.
Em todo o caso, mesmo digital, o projeto permite a impressão do
documento. Mas não precisa ser impresso em papel oficial ou
impressoras fiscais, podendo ser feito em papéis e equipamentos
comuns.


Vantagens para o consumidor
 Possível fim da impressão do cupom fiscal em papel;
 Cópia e consulta da nota fiscal por meio de QR Code no
smartphone;
 Impressão da nota em qualquer t ipo de máquina;
 Recebimento do ext rato da nota fiscal por e-mail.


Vantagens para as empresas
 Envio online e em tempo real do cupom fiscal para a Secretaria
da Fazenda;
 Mais agilidade e segurança no regist ro de Emissor de Cupom
Fiscal;
 Diminuição dos gastos com papel;
 Economia na compra de impressoras e softwares de emissão de
cupom fiscal (atualmente estes gastos podem chegar até R$4 mil)
 Envio automát ico Nota Fiscal Gaúcha.